Rede Concepcionista de Ensino  - Colégio Madre Carmen Sallés - Brasília-DF

Colégio

Madre Carmen Sallés

Brasília-DF

Notícias

Oct.
11

2018

Paz

A PAZ É FRUTO DO ESPÍRITO. O fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio (Gálatas 5,22).

A paz é fruto do espírito e brota dentro de nós. Isso significa que, quando estamos em paz, espalhamos a paz àqueles que se aproximam de nós.

Dia 02 de outubro é o Dia Internacional da Não-Violência. Todas as unidades da REDE Concepcionista do Brasil estarão unidas rezando e pedindo pela paz em nosso país e no mundo.

Esta data foi criada pela ONU - Organização das Nações Unidas, em homenagem a Mahatma Gandhi, nascido no dia 02 de outubro. Gandhi foi um dos principais representantes na luta pelo pacifismo e no respeito dos direitos humanos e da justiça.

Esta data tem o propósito de incentivar a educação pela paz, respeitando sempre os direitos humanos. A ideia é conscientizar as pessoas sobre a possibilidade da resolução de conflitos e embates com a não-violência, seguindo um caminho de paz e respeito entre as pessoas, mesmo que estas tenham ideias diferentes.

A luta de Gandhi tinha como base quatro principais pensamentos: o amor, a verdade, a não-violência e a cooperação. Sua proposta era o combate da violência com amor, seja por meio de diálogos, petições, manifestações públicas, marchas etc.
Jesus Cristo veio a este mundo para nos ensinar a viver o amor. Todo problema pode ser resolvido com o diálogo, com o respeito às diferenças e com o amor ao próximo.

Vamos pensar nisso e colocar em prática a paz no nosso pequeno mundo individual, no nosso dia a dia, partindo de cada UM para chegarmos a um NÓS como sociedade mais pacífica, mais respeitosa com a vida. “A não-violência é a arma dos fortes”, disse Gandhi.

Convidamos todos a exercitarem a paz através de atitudes de perdão, respeito, sinceridade, cooperação e flexibilidade.
Pedindo paz para o mundo, para o nosso país e para o nosso coração, rezemos a Oração de São Francisco.

Senhor, fazei de mim um instrumento da Vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor.
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão.
Onde houver discórdia, que eu leve a união.
Onde houver dúvidas, que eu leve a fé.
Onde houver erro, que eu leve a verdade.
Onde houver desespero, que eu leve a esperança.
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria.
Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó Mestre, fazei que eu procure mais: consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido; amar, que ser amado.
Pois é dando que se recebe. É perdoando que se é perdoado.
E é morrendo que se vive para a vida eterna.

Glorioso São Francisco, santo da simplicidade, do amor e da alegria, que no céu contemplais as perfeições infinitas de Deus, lançai sobre nós o vosso olhar cheio de bondade. Socorrei-nos em nossas necessidades espirituais e corporais. Rogai ao nosso Pai e Criador, que nos conceda as graças que pedimos por vossa intercessão, vós que sempre fostes tão amigo dele. E inflamai o nosso coração de amor sempre maior a Deus e aos nossos irmãos, principalmente os mais necessitados.
São Francisco de Assis, rogai por nós. Amém.


REDES SOCIAIS